20º Brazilian Film Festival of Miami – 2016 - Curadoria

3 - Headers Miami Port 1360

Em 2016, o Circuito Inffinito de Festivais celebra 20 anos! 20 anos de divulgação, prospecção de novos negócios e inserção do audiovisual do Brasil no mercado internacional. É por meio da realização destes festivais que o Circuito Inffinito é marca consagrada e maior vitrine permanente para o cinema brasileiro no exterior.

Para comemorar esta data tão significativa, a curadoria em 2016 foi realizada especialmente por suas diretoras e fundadoras: Adriana L. Dutra, Cláudia Dutra e Viviane B. Spinelli que criaram 4 programas: Braff Summer Series, Mostra Competitiva, Mostra de Documentários e a Mostra Diretoras Brasil, esta última a fim de dar foco ao empoderamento feminino no audiovisual e, com isso, lançar foco e gerar debate em torno da igualdade da posição da mulher na sociedade contemporânea.

Adriana L. Dutra, Cláudia Dutra e Viviane B. Spinelli

O encontro profissional entre Adriana L. Dutra, Cláudia Dutra e Viviane B. Spinelli gerou grandes frutos para a história da internacionalização do audiovisual brasileiro com a criação do Circuito Inffinito de Festivais em 1997. Desde então as conquistas foram muitas: São 81 edições de Festivais de cinema brasileiro ao redor do mundo, com a exibição de 820 filmes,  além da capacitação de cerca de 4000 jovens para o setor cinematográfico com a realização de oficinas gratuitas em localidades carentes do Brasil em eventos de carácter social: Cinema da Gente, Eco Cine, Gincana Cultural, Be- A -Bá do Cinema Nacional, Cine Fest Brasil – Canudos.  Juntas elas realizaram também 60 shows e turnês de artistas brasileiros e internacionais, além de eventos de forte impacto para a democratização da cultura brasileira: Conexão Samba, Verão do Rio, Verão do Morro, Palco Itinerante, Cine Pedal-Brasil, entre outros.

Em 2008, elas lançam a 1a produção de longa metragem Fumando Espero de Adriana  com produção executiva de Cláudia e Viviane, documentário de linguagem autoral que participou de diversos festivais nacionais e internacionais, conquistou grande êxito no circuito comercial brasileiro, além de ter sido transformado em minissérie para TV. E também produziram o documentário Pioneiros e o Dvd musical Caravana Mato Grosso com a Orquestra de Camara, direção de Viviane com  produção executiva de Adriana e Cláudia.

Nos últimos anos, além da manutenção de realização de eventos culturais, das ações sociais, realizações de Festivais de cinema, trabalham na produção de diversos conteúdos e séries para TV: Opção Laje, Transgente, Sons Brasilis, Opção Miami, e do telefilme Quero Botar Meu Bloco na Rua. O mais recente longa-metragem Quanto tempo o tempo tem de Adriana L. Dutra,  está em exibição no circuito comercial brasileiro e será lançado no Uruguai ainda este ano. O próximo documentário para cinema, Sociedade do Medo, está em fase de captação de recursos.